11
maio
10

Dear John: mais um romance entre cartas e esperas

Por Yumi Miyake


O que acontece quando Nicholas Sparks, autor de livros como “Diários de uma Paixão” (The notebook) e “Um amor para recordar” (A walk to remember) resolve escrever outro livro? Uma história de amor, claro. “Querido John”(Dear John) chegou em primeiro lugar na lista dos livros mais vendidos do New York Times e até agora já vendeu cerca de 5 milhões de exemplares nos Estados Unidos.

E o que acontece quando Lasse Hallström, diretor sueco cujo último trabalho é com Richard Gere em “Sempre ao seu lado” (Hachiko – no post de Annelise) resolve dirigir essa obra? Bom…

Os dois livros de Sparks citados acima foram adaptados para as telonas, e com Dear John não poderia ser diferente. O filme é estrelado por Channing Tatum, no papel de John, mais um ator que começou a carreira como modelo (também, pudera) e atuou em  vários filmes, entre eles “Ela Dança eu Danço” 1 e 2, “Inimigos Públicos” e “G.I. Joe: A origem da Cobra”. Ele é o soldado que se apaixona pela personagem de Amanda Seyfried (Alpha Dog, Mamma Mia!), Savannah, uma jovem universitária. Até então nada de novo: menina de família mais ou menos rica com o soldado mais ou menos problemático que apesar de se encontrarem entre as missões de John, mantém o relacionamento através de cartas. O tempo vai passando e o atentado de 11 de setembro é o que faz com que o relacionamento  tome outros rumos.

O que deveria ser o principal do filme, a troca de cartas, acaba ficando em segundo plano pela falta de complexidade: os diálogos são só promessas e sonhos de um casal apaixonado. O destaque do filme são as outras relações abordadas, como a de Savannah com Alan, o menino autista e a de John com o seu pai (vivido por Richard Jenkins, talentoso, toma a cena pra ele), relações essas que acabam mostrando mais as personalidades de John e Savannah.

Os comentários no site  Cineclick deixam claro a decepção com a versão filme de Dear John do diretor sueco Lasse Hallstrom: “Com todas as ferramentas para transformar esse filme numa linda história de amor, infelizmente dessa vez o diretor Lasse Hallstrom, com seu currículo de bons filmes, fracassou.” Diz Sylvia, em um dos comentários.

Claudinei, no site Omelete, comenta: “O filme realmente vale pela relação Pai-Filho, o que na verdade me cativou mais do que o romance em si…”

Dear John é para aqueles que adoram um romance água com açúcar, mas mesmo assim sairão do cinema sentindo falta de alguma coisa.

O filme teve sua estreia no Brasil na última sexta-feira dia 7. Leia AQUI a entrevista do portal Terra com o diretor sueco.

site oficial do filme: http://www.sonypictures.com.br/Sony/HotSites/Br/queridojohn/

Anúncios

1 Response to “Dear John: mais um romance entre cartas e esperas”



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: