01
abr
10

Adam Sandler fazendo drama. Imperdível!

Por Annelise Medeiros

Ele, cujos filmes são como uma promessa de um programa para gargalhar até doer o maxilar, surpreende o espectador curioso em saber como é Adam Sandler atuando num drama. Super reconhecido por seus filmes de comédia (O paizão, Como se fosse a primeira vez e Click), interpreta Charlie Fineman que perdeu o controle de sua vida após um trágico acontecimento.

O também excelente Don Cheadle (protagonista do filme Hotel Ruanda) interpreta Alan, um dentista e pai de família que encontra no ex-colega de faculdade uma forma de reencontrar a si próprio.

O enredo é bem interessante, se baseia na história de Charlie que perdeu sua esposa e filhas no acidente de 11 de setembro, e por causa disso, está fugindo de sua própria vida se escondendo num mundo de discos de vinil e jogos de vídeo game.

Já Alan, o colega que morou junto de Charlie durante a faculdade, o reencontra depois de muito tempo e começa, a partir desse reencontro, a rever valores de vida referentes ao amor, família, liberdade, desejo, repressão. O personagem passa a resgatar bons momentos de sua vida, enquanto que Charlie enxerga nele o único vínculo criado que o despertou para a vida e o impulsionou a buscar ajuda.
Sem apelar para clichês, o filme ainda traz histórias paralelas que expressam angústias da sociedade moderna, todas representadas por algum tipo de perda. Segundo a psicóloga Natália no blog http://blogartenodiva.blogspot.com/2009/04/filme-reine-sobre-mim.html esse filme ensina a lidar com a perda. “Um filme emocionante na medida exata e engraçado na mesma medida, possibilitando-nos refletir sobre os atentados terroristas de uma forma nova”, afirma.

Reine sobre mim fala de uma questão tão delicada e que não se faz presente nas conversas diárias: a morte. A reflexão que os espectadores fazem assistindo ao filme é, “se fosse eu que perdesse toda a minha família, como eu agiria?”

Mais um filme que traz a danada da introspecção pós-filme que dura alguns minutos.

O diretor Mike Blinder, causa nos mais sensíveis à emoção vontade de chorar ao ver a cena em que Charlie conta sua história a Alan.

Sandler sabe demonstrar certeiramente todo o peso do personagem. As frustrações, os medos e a loucura do pobre viúvo são vistas em seu olhar cabisbaixo por trás daquele cabelo despenteado. Ele se revelou um ator de muito prestígio neste filme.

Atores que entendem o tempo da comédia saberão com muita maestria atuar no tempo do drama. Já o oposto é mais difícil. Mariana de Paula do blog http://saooutrospaulos.wordpress.com lembra de Brad Pitt como um bom ator de romance e ação e, um ator ruim de comédia, basta se lembrar dele na tentativa de fazer graça no filme Queime depois de ler, uma atuação que rende poucas risadas.

Mas, voltando ao filme, são boas as críticas dadas a Reine sobre mim. Tulio Heitor em seu depoimento no blog http://www.cineplayers.com/comentario.php?id=21179  fala sobre a fuga de Charlie para não se lembrar do acidente e sobre a dificuldade de seu amigo, Alan Johnson, de se impor e se mostrar como ele mesmo para sua mulher.
O espectador também reconhece a bela fotografia de Nova York e a trilha sonora que contribui para a grande carga de emoção do filme. Tulio afirma que no primeiro desabafo de Charlie, a cena é feita sem grandes tomadas, apenas com a brilhante atuação de Adam, com o belo texto do roteirista e a trilha que sustenta.
O final deixa um pouco a desejar. Fica faltando contar o fim, alimentando na cabeça do espectador a dúvida com o que será que aconteceu com Charlie depois de tudo.

Para ler mais críticas sobre o filme acesse:

http://www.interfilmes.com/filme_16867_Reine.Sobre.Mim-(Reign.Over.Me).html

http://www.paginadois.com.br/textos/reinesobremim.html

http://www.cinemacafri.com/links/filme/reign_over_me/reine_sobre_mim/reine_sobre_mim.jsp

http://br.cinema.yahoo.com/filme/14336

Anúncios

1 Response to “Adam Sandler fazendo drama. Imperdível!”


  1. 1 Bruno Ximenes
    abril 8, 2010 às 4:39 pm

    Concordo com vc!O Adam Sandler surpreendeu nesse papel. A carga emocional “triste” que esse personagem leva, é bem diferente do que nós estamos acostumados ver ele fazer, pra quem é fã do cara, vale a pena conferir!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: